sábado, 29 de agosto de 2009

"A existência precede a essência" Sartre

Ouço uma voz dentro de mim
Que me toca suavemente
Que me faz elevar o espírito
Flutuar em meio a lembranças
Faz com que a saudade seja ainda mais cruel
Devaste meus pensamentos
Aniquile meu ser...
Deixando-o exaurido
Exposto
A qualquer vento
A qualquer lágrima arrebatadora
Sou fraca
Sinto-me fraca
Pensamentos são pesados demais
Eles invadem...permanecem...
Esquecem de partir...
De deixar que o resto do meu tempo
Proporcione outras lembranças.
Que os ventos tragam paz e sequem minhas lágrimas...


Cris

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Avaí meu Avaí

AVAÍ SE TORNA SENSAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO





Saudações Avaianas

Olga

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Divã

Essa semana chegou um filme muito legal na locadora,vale a pena assistir!!!

Ana Paula


Divã

Mercedes, 40 anos, casada e mãe de dois filhos, decide procurar um psicanalista. E, assim, o que era antes apenas uma curiosidade, se transforma em uma experiência devastadora, que provoca uma série de mudanças em sua vida cotidiana. No divã, ela questiona o seu casamento, a realização profissional e seu poder de sedução!

As revelações de Mercedes para o analista dão um novo rumo à sua vida que a princípio parecia boa, estável, mas sem grandes emoções.
Isto é só o começo de uma grande transformação
!




terça-feira, 18 de agosto de 2009

Entre o bem e o mal...

É certo que o amor renova
Traz de volta a aurora por anos apagada
Traduz o que nossos olhos sentem
Invade todo nosso espaço
Albaroa com um abraço
Hesitante por fazê-lo

Mas eis que vem a dúvida assolar
Sombras de interrogações destroem a luz
Mar revolto
Alma barrenta

E o que era dito amor
Torna-se uma luta
Loucura?
Sabedoria?
Quem ousa responder!?

Faz-se de conta que os olhos fingem
Perdoa-se assim por perdoar...
A rotina fere
O amor responde
E as mãos trêmulas ameaçam dissipar

Tenta-se arrancar de dentro de si
Um sentimento que beira a maldade
Somos feitos de luz...
Mas a escuridão, nessas horas, pede passagem...

Seres de luz, banhados em sombras
Ser do bem...ser do mal
Ser apenas um ser sozinho
É o que traz o destino
Daquele que no seu caminho
Permitiu a sombra espreitar.

Cristiane Bastos

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Coral Portal do Sol no Patrola

Oi Pessoal...
Olha o Coral no Patrola!!
Quem não conseguiu assistir o programa no sábado, tem a oportunidade de vê-lo aqui.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Coral Portal do Sol




Neste sábado, dia 15 de agosto às 11h30, o Programa Patrola (RBS TV) exibirá uma matéria com o Coral Portal do Sol.

Não deixe de assistir!!!
Olga

domingo, 9 de agosto de 2009

Um pai, seis amores...

Seremos sempre assim e nada fará com que mudemos nossas atitudes e sentimentos em relação ao nosso pai. Um pai e seis filhas em um enredo baseado no mais puro sentimento: amor. Durante sua vida ele desejou um filho homem...mas Deus lhe deu "apenas" seis filhas...Crescemos sabendo disso...pois era um desejo visto além de nossos olhos...Porém, tentamos mostrar que com amor e carinho essa história de perpetuação de nome e coisa e tal não nos abalou e nem ao nosso pai. Ele aceitou a sina e do seu jeitinho nos deu educação e muito amor. Tinha uma preocupação enorme com nossos futuros e soube bem fazer tudo isso. Hoje, 9 de agosto de 2009, parei para escrever que ele foi uma peça importantíssima em nossas vidas e que se hoje temos uma tristeza imensa dentro de nossos seres é porque ele faz muita falta...muita falta...

FELIZ DIA DOS PAIS, meu pai querido...e obrigada, mais uma vez, pela instrução e pela preocupação com a vida de suas seis meninas...

Cris

Dia dos Pais


Não dá pra passar o Dia dos Pais sem lembrar dele, né? É com muita saudade que coloco aqui a foto que mais gosto do pai. Essa foto foi tirada no reveillon de 2002, ele estava bem, ainda não estava doente e adorava festejar a virada do ano com muitos fogos de artifício e a família reunida. Pai, te amo. Sinto muito sua falta...
Na foto ao seu lado está o Dudu ainda pequeno.
Aproveito para deixar um abraço aos papais da família!
Elise

Nazareno...


Essa semana foi uma semana muito triste, perdemos nosso primo Nazareno. Um trágico acidente de trabalho tirou a vida do Naza, como era carinhosamente chamado. Naza tinha recém feito 27 anos, um jovem trabalhador, pai de uma menina e um menino que está por vir... Que Deus dê forças à esposa Silvana para que consiga tocar sua vida, criar a Miriã e o meninão que virá em breve. Que dê forças também para a vó e para Helena e toda a família. Ficamos chocados e muito tristes com tudo que aconteceu.

Elise

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Sobre a passagem do tempo...

Li, gostei e gostaria de compartilhar com vocês.

"O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.


Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

Nosso cérebro é extremamente otimizado...

Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.

Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.

Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade.

Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo.

É quando você se sente mais vivo.

Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e 'apagando' as experiências duplicadas.

Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa atenção parece ser requisitada ao máximo.

Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.

Como acontece?

Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência).

Em outras palavras, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa...

São apagados de sua noção de passagem do tempo...

Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida.

Conforme envelhecemos, as coisas começam a se repetir: as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo.

Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a...

ROTINA

Não me entenda mal.

A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque).

Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.

Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas.

Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).

Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais.

Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo.

Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente.

Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes.

Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.

Seja diferente.

Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos..... em outras palavras...... V-I-V-A. !!!

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.

E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais v-i-v-o.... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.

Cerque-se de amigos.

Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões diferentes e que gostam de comidas diferentes.

Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?

Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida.

E S CR EVA em
tAmaNhos diFeRenTes e em CorES
di f E rEn tEs !


CRIE, RECORTE, PINTE, RASGUE, MOLHE, DOBRE, PICOTE, INVENTE, REINVENTE...


V I V A!!"
(Autor desconhecido)

Beijos,
Helô

Bobó de Camarão - AAMABAS

AAMABAS PROMOVE
Sábado, dia 8, bobó de camarão.
15 reais por pessoa
Aqui no colégio!
Quem puder, participe!!!
Um beijo, Silvia

domingo, 2 de agosto de 2009

Rádio Comida

Ontem estava fazendo o almoço de sábado com a televisão ligada, me chamou a atenção um quadro do Jornal do Almoço chamado Receita de Família, nunca tinha parado para assisti-lo, não sei se todos são assim engraçados, mas o de ontem foi muito legal. Quem estava na cozinha era um grupo teatral chamado Rádio Comida. Eles transformam músicas em receitas gastronômicas. A receita de ontem foi uma música dos Bee Gees transformada em Yakisoba.

Muito divertido, vale a pena conferir!

Quem quiser saber mais sobre esse grupo clique aqui: www.radiocomida.com.br

beijos
Elise


sábado, 1 de agosto de 2009

O Suplício diário de um professor.

Recebi um e-mail que achei interessante e resolvi postar aqui no blog.

O material escolar mais barato que existe na praça é o professor! (Jô Soares)

É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia'.
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um 'caxias'.
Precisa faltar, é um 'turista'.
Conversa com os outros professores, está 'malhando' os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não sabe se impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a 'língua' do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, deu 'mole'.

E depois disso tudo vem a surpresinha no contra-cheque...
Acho que nós, professores, somos heróis e se não abandonamos essa profissão é porque acreditamos que algo possa ser feito e que alguém possa enxergar que sem nossa dedicação e amor ao ensino, não poderíamos estar aqui agora: eu escrevendo e alguém lendo...

Cristiane Bastos (Professora)