quinta-feira, 30 de julho de 2009

Férias com catapora...

Tirei duas semanas de férias pra ficar com o Bê, ele ficou no sítio três dias com a Tia Ana, a vovó Sueli e os primos (dos nove primos menos a Manu estava lá), quando voltou começaram a aparecer pintinhas pelo corpo, resultado: catapora. Os planos de ir ao cinema, passear foram por água abaixo. Por um lado foi bom, muito frio e alguns dias de chuva que não dava ânimo de pisar o pé pra fora de casa, ou melhor, pra fora do cobertor. Por outro lado, entreter uma criança doentinha não foi tarefa fácil! A Ana me fez lembrar de quando pegamos hepatite e sugeriu (com um post aqui no nosso blog) comprar livros e brinquedos. Foi o que fiz, alguns livrinhos legais e jogos, vários jogos. Por dois dias ele achou o máximo ficar em casa brincando, no terceiro já estava emburrado. Resolvi passar para a próxima etapa: filmes infantis. Assistimos tudo o que ele queria, quando acabaram os filmes partimos para os desenhos no Discovery kids. Quero dizer pra vocês que não aguento mais assistir filmes infantis (e olha que eu adoro) e principalmente escutar as músicas e desenhos do Discovery Kids. No entanto, apesar das chatices da catapora, o resultado de nossas férias foi positivo, ficamos juntinhos e nos divertimos bastante. Espero que o Bê lembre desses dias com alegria...
Ah, quero aproveitar pra dizer que tem apenas uma coisa que não me canso de ouvir no Discovery Kids é a propaganda da Trick Nick, porque? Meu sobrinho querido Pedro é quem canta na propaganda... quem quiser ouvir a voz dele é só clicar aqui:


beijinhos
Elise

terça-feira, 28 de julho de 2009

Poema de um fim de tarde chuvoso...

Estava demorando em postar um poema meu. Mas esse eu dedico a minha sobrinha querida Ana Gabriela...Sei que ela gosta desse em especial. Beijão, Aninha!!!!!!!(Te dedicooooooooo) :)

Sou aquela que o mundo sonha. Talvez a ovelha branca pintada de negro. Sou a escalada do monte mais alto. A que se debruça pra ver-te passar tão lindo. Sou a que te dá razão e o mundo te dá às costas. Aquela que fala e ri e que tu adoras. Sou o anjo. A pecadora. Em horas escolhidas. Sou a que fico a tua espera… E me lamento por isso. Prego que o deleite é a tua chama. Não quero vê-la apagada nunca. Quero estar ao lado… E tão distante ao mesmo tempo. Ver-te crescer em proporção de vida… Seria isso uma vitória? Uma conquista? Não ter-te pra sempre. Isso me agoniza. Faz-me mal e o que precisa? Coragem de ser eu nas horas perdidas. Acalento tua dor. Mas firo-me exaustivamente… Sou como uma doente… Chorando o bem que nunca terei. Cuido de ti… Esqueço de mim. Descobri o amor. A vida, a minha, é assim…

Cris Bastos.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

ARCA DE NÓE

Estava assistindo TV e escutei numa dessas propagandas de Dia dos Pais uma música linda que me lembrou a infância. Fez parte de um musical na Globo chamado "A Arca de Noé"(Ah! eu tinha o Vinil). Será que me emocionei??? Bom, aqui deixo a letra dessa música para todos recordarem.
Valsa para uma menininha
Menininha do meu coração
Eu só quero você
A três palmos do chão
Menininha, não cresça mais não
Fique pequenininha na minha canção
Senhorinha levada
Batendo palminha
Fingindo assustada
Do bicho-papão
Menininha, que graça é você
Uma coisinha assim
Começando a viver
Fique assim, meu amor
Sem crescer
Porque o mundo é ruim, é ruim
E você vai sofrer de repente
Uma desilusão
Porque a vida é somente
Teu bicho-papão
Fique assim, fique assim
Sempre assim
E se lembre de mim
Pelas coisas que eu dei
E também não se esqueça de mim
Quando você souber enfim
De tudo o que eu falei
Vinícius de Moraes e Toquinho
E se faltou memória fica aqui um vídeo que tem como abertura essa música...
Beijos saudosos...
Cris

domingo, 26 de julho de 2009

O menino que trouxe luz

Recebi um powerpoint muito lindo que trazia um texto maravilhoso. Gostaria de socializar, a fim de que todos conheçam a história desse menino.

Beijos

Cris

http://www.cvdee.org.br/evangelize/pdf/1_0453.pdf

sábado, 25 de julho de 2009

Bolo com café


Dia desses, foi comemorado o Dia da pizza. (10 de julho) Realmente é uma delícia e nos faz lembrar algo descontraído. A pizza faz parte de nossas vidas. Ela é um alimento utilizado, muitas vezes, em casos de urgências, pressas e para comemorarmos algo, a saber: aniversários (o aniversariante não paga a conta nas pizzarias), encontros de fim de ano, formaturas, entre outros. Pizza é bom e todo mundo gosta. O que todo mundo não gosta é de estar em casa, assistindo o Jornal Nacional e ter que escutar e ver que o Deputado Edmar Moreira, atualmente sem partido, foi absolvido pelos outros deputados (CONSELHO DE ÉTICA). Do que ele estava sendo acusado? Bom, ele construiu um verdadeiro castelo em Minas Gerais, avaliado em R$25 milhões. Só isso! É pouco? E na nossa cara os deputados que elegemos (coloco aqui nós porque me incluo no denso número de eleitores que o Brasil possui) absolvem esse indivíduo. O que a pobre da pizza tem a ver com isso??? É que mais uma vez acusações em Brasília terminaram em PIZZA. Tadinha dela...Tão deliciosa e ao mesmo tempo utilizada para denominar a palhaçada que é encenada lá no Planalto. Acho que não vou mais comer pizza, além de engordar pode me dar um embrulho grande no estômago. Vou investir é no bolo, pois faço um muito gostoso (coloco café na massa e a minha mãe adora) e combina com esse frio que está fazendo aqui...
Cristiane :(

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Catapora...

Conversando com a Lili no MSN, ela me contou que o Bê está com catapora e que estava pensando em comprar um jogo pra ele se distrair em casa.
Lembrei de quando nós quatro, eu, Helô, Cris e a Lili ficamos de cama um mês, com Hepatite e que ganhamos um jogo bem legal, StarBox. Alguém lembra? Um pouco parecido com o Lego. Recordo-me que ganhamos muitos gibis para nos distraírmos.
Daí, dei a sugestão pra Lili comprar um livro bem legal pro Bê. Esse site tem sempre dicas de livros infantis bem legais!! Elise, essa dica vai pra ti e pro Bê.
http://editora.globo.com/especiais/crescer_cuca_bacana/
Beijos
Ana

Classificação Indicativa

Esses dias passei na locadora (da Ana) e peguei uma cartilha que fala sobre Classificação Indicativa. Quem assiste TV, filmes... já deve ter reparado que no início de cada programa ou filme tem aqueles símbolos coloridos com um número inscrito. O número inscrito corresponde à idade para a qual a programação não é recomendada. Num dos trechos da cartilha fala que "Estudos indicam que as crianças tendem a imitar o que assistem em filmes, desenhos, novelas e não distiguem ficção e realidade. Muitas podem ter comportamentos agressivos, fobias, ansiedade, obesidade, isolamento , submissão, apatia e erotização precoce. Por isso, é importante que os pais acompanhem a programação que entra em suas casas." Achei a cartilha bem interessante, quem quiser saber mais pode baixá-la nesse site: www.mj.gov.br/classificacao
beijos
Elise

quinta-feira, 23 de julho de 2009

O BLOG DAS SETE MULHERES

Ah! essa internet. Vilã ou mocinha? Bom, do ponto de vista das relações interpessoais, eu diria que ela é do bem, paz e amor. Vejam só esse nosso blog aqui. Coisa boa poder colocar nossas idéias, lembranças, nossas artes (as bonequinhas da Elise que ficaram o MÁXIMO). A internet para isso é um instrumento de valor e assinamos em baixo. Porém vemos que nem sempre ela possibilita algo bom. Acompanhamos,no dia-a-dia, histórias de arrepiar os cabelos. Eu, como professora, vejo assassinarem a gramática em bate papos, MSN e ORKUT, pra citar apenas os mais conhecidos, entre outras situações que mancham a imagem dessa gigante da comunicação. Todavia vamos tocando o propósito desse diário virtual que poderia até ter o nome global de “O BLOG DAS SETE MULHERES”. Ahahahahahah...Brincadeiras à parte, foi uma ótima idéia da Lili e eu como adoro escrever contribuirei sempre.

Cristiane

Para descontrair...

Vocês lembram daquelas lições de Português que o pai nos dava durante o almoço?
- "O verbo 'Ter' não deve ser usado no sentido de 'Existir'."
- "O verbo 'Haver', no sentido de 'Existir', é impessoal."
- " 'Menas' não existe."
Pois é, acho que nós fomos privilegiadas por recebermos essas e outras pequenas lições em idade tão tenra, as quais restaram gravadas em nossa memória e em nosso dia-a-dia.
Pelo menos, foram suficientes para não passarmos por situações como a desse vídeo que trago aqui.


Heloísa

Minhas bonequinhas


Essa história de fazer bonequinhas imitando as pessoas surgiu em 2005, quando fiz pela primeira vez uma bonequinha para minha amiga Renata que estava de aniversário. Na verdade, as bonequinhas possuem sempre as mesmas carinhas, o que muda é o estilo do cabelo a cor, acessórios... A Olga sugeriu que eu fizesse de todas nós para colocar no blog. Acho que ficou legal, umas mais parecidas, outras nem tanto. Então, essas somos nós: da esquerda para direita: Cristiane, Heloísa, Sílvia, Olga, Ana, Elise (eu) e Sueli (mãe).
beijos
Elise

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Picolé de limão

Tantas são as aventuras de nossas vidas. Tantas passagens, tantas lembranças, saudades. Mas relembrar faz bem, faz com que nos enxerguemos de um jeito novo. Propicia a constatação de mudanças, de evoluções quase inevitáveis em nós. Somos o que somos. Somos a construção daquilo que o tempo moldou, que mãos invisíveis esculpiram. Numa rápida viagem, passamos de crianças a adultos, de inocentes a astutos, de sonhadores a incrédulos, de brincalhões a sérios...Mas a vida exige tudo isso. Que bom que podemos recordar e reviver histórias, que podemos olhar fotografias e perguntar: sou eu aqui??? É muito bom...
Muitas vidas cruzaram as nossas. Muitas situações, muitos sorrisos, lágrimas. Temos a capacidade de ir e vir quantas vezes quiser lá do passado. Quem disse que não existe máquina do tempo?? Podemos neste instante ir parar em algum Natal, em alguma Páscoa lá de 198...Podemos ser personagens novamente de verões, de invernos, de passeios, brincadeiras. Rir de situações que nos deixou com medo. Somos livres para pensar no que quisermos, de mudarmos o rumo em que nos encontramos. A liberdade existe dentro de nós!
Talvez em algum momento de nossa existência perguntas quase nos enlouqueçam, que a saudade quase nos destrua e que a lamentação seja constante. Isso é comum. Mas na verdade o que buscamos em nossos futuros está atrelado ao que fizemos no passado. Como diz o ditado: “Colhemos o que plantamos.” Devemos sim pensar no ontem, repensar no hoje e colher bons frutos amanhã.
Dia desses, estava lembrando uma certa Cantina Bonelli, de um finalzinho de tarde de um fim de verão. De uma despedida de férias escolares, marcando uma nova etapa de vida. Eu deixava de ser criança. Olhei fundo aquele horizonte tão lindo, tão cheio de restos de sol. Para mim parecia o fim do mundo, o medo do futuro me assolava o coração, teria que deixar as brincadeiras de lado, pensar mais nos estudos, nos planos que deveria começar a fazer. Eu, ali, atônita, já conversava comigo mesma, já ensaiava palavras bordadas com o lirismo do mundo e meu pai com a singeleza que lhe era aparente, sem desconfiar das minhas dúvidas e de minhas fraquezas perante o mundo, mandou-nos até uma certa Cantina Bonelli para findar as férias e saboreamos um picolé de limão.
Cristiane