quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

REDESCOBRINDO...

Tira-se o véu. Espanta-se a poeira. Nuvens, neblinas ofuscam há tanto tempo o que foi dito. Descobrir ou redescobrir o prazer de existir, de viver... Ou seria de escrever? Espanta-se o medo do porvir. Espera-se mais vicissitudes nas atitudes. Mais esperança naquilo que um dia já foi. Reavivar sentimentos é como trazer para a vida pessoas que morreram, que deixaram o palco para apenas assistir da plateia. Reativar energias é realmente uma boa ação para consigo. Lamenta-se o passado...infelizmente. Todavia este passado é o que alimenta a enorme força que habita os porões dos nossos pensamentos. Espera-se porões limpos... E ,assim, aguarda-se as próximas cenas... Quem desfilará nelas?

quarta-feira, 4 de maio de 2011

MARINA - 16 ANOS




DEZESSEIS

Palavra confusa para escrever...

Número par, sendo a soma de dois oitos (infinito)...

Idade tão linda, marcando a transição entre a adolescência e o início da vida pré-adulta.

Tantos sonhos cabem na cabeça de quem faz essa idade....

Tantas dúvidas povoam os pensamentos silenciosos...guardados só pra si...

Sempre dois caminhos...nunca se sabe qual escolher...

Dezesseis...anuciando, talvez, o sucesso, o brilho, a conquista...

Idade absoluta...ela é toda sua...

Como se tudo o que se sonhasse, fosse possível realizar...

Idade mágica...do início de tudo, da certeza de tudo, da dúvida que maltrata.

Essa data marca pra sempre o que realmente se sente.

Ela mostra a força e a certeza de uma vida inteira pela frente...

Basta só escolher o melhor caminho...o melhor sorriso, a melhor mão amiga...

Dezesseis em um dia três...

Aproveite-o...e não deixe de viver nenhum segundo dele...e a mágica da eterna felicidade se concretizará....

tIa cRiS

sábado, 27 de novembro de 2010

Três anos sem você, Pai!

Um dia me vi sentada em uma lata de tinta
Em meio às tralhas da garagem lá de casa
Seria um sonho?
Uma visão?
Ou uma doce lembrança?
Eu me emocionei...
Tintas, pincéis...ferramentas..
Tanta coisa misturada
Máquinas que eu nem lembrava mais
Eu, ali, sentada conversando...rindo
Perguntando besteiras...e você, Pai...
Com paciência e carinho respondendo
De onde fui tirar esta lembrança?
Por que ela surgiu assim na minha mente?
Eu era criança e você o herói
A imagem estava turva, mas depois ficou tão nítida
Assim como o que senti naquela época
Eu, ali, sentada na lata de tinta
Não imaginava nada sobre o futuro.
O tempo parou ali.
Eu poderia ser tudo, mas não queria
Queria ser criança pra sempre
A vida possibilitou um grande encontro
E pra que destruir?
É tão engraçado que momentos assim
Tão simples
Se tornem pra sempre
Uma lembrança dolorida
De uma vida tão doce e serena
Obrigada, PAI!!!!!
Pela conversa sobre bobagens...
Talvez, hoje, eu perguntasse se você está feliz
Se está bem, se tem saudades...
Três anos sem você...
Vida que perdeu um pouco da cor...
Que transforma muitas vezes dias de sol, em dias cinzas.
Lembrar da lata de tinta, da risada, do brilho em teus olhos
Faz com que meu coração consiga expressar um único sentimento:
Saudades, Pai...

Fica, aqui, a nossa dor e saudade neste aniversário tão triste que foi a tua partida.
Esperamos que esta mensagem chegue até você, juntamente com um lindo bouquet de rosas, em nome de nossa admiração e saudade. Esteja bem, Pai!

Cristiane e família

domingo, 26 de setembro de 2010

Burrice pouca é bobagem - Luiz Henrique da Silveira lidera a corrida ao Senado.

Salário de professor varia até quatro vezes entre Estados

29/07/2010 Valorização profissional não acompanha importância do docente para a educação. Diferenças salariais são grandes
Salário de professor varia até quatro vezes entre Estados

A valorização dos professores é considerada ponto crucial para o sucesso das escolas com bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com salários de até R$ 7 mil, cursos de especialização pagos pelas instituições onde trabalham e inúmeros recursos à disposição, esses professores podem se considerar privilegiados em relação ao cenário nacional.

A realidade salarial para a maioria das escolas do País é bastante diferente das melhores escolas no ranking do Enem, composto em sua maioria por instituições privadas. Levantamento feito pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), com dados de setembro de 2009, mostra que há professores que, mesmo com diploma de ensino superior, ganham pouco mais de um salário mínimo.

No Ceará, Estado com uma das remunerações mais baixas do País, docentes em início de carreira ganham, em média, R$ 627,08 por mês. O valor é quatro vezes menor do que recebem os professores iniciantes no Distrito Federal. Incluindo todas as gratificações, os salários dos cearenses não ultrapassam R$ 739,29 quando começam a dar aulas.

No Amazonas, os docentes recebem pouco mais que isso: R$ 841,32. De acordo com a pesquisa realizada pela CNTE, em Roraima, os iniciantes ganham apenas R$ 10,19 a mais que no Estado vizinho. Em todos esses casos, os profissionais que lecionam nas escolas amazonenses não recebem o piso salarial definido em lei para a categoria.

Remuneração mínima
Em junho de 2008, foi aprovada pelo Congresso Nacional uma emenda constitucional que institui o piso salarial nacional para os professores. A categoria é a única do País a ter o benefício assegurado na Constituição Federal.

Segundo a lei, os Estados e municípios teriam até 1º de janeiro de 2010 para começar a pagar a remuneração mínima de R$ 950 a docentes que trabalhassem 40 horas semanais e tivessem o ensino médio completo. O valor já subiu para R$ 1.024, segundo correção feita pelo MEC na data em que o piso se tornaria obrigatório em todo o País.

Apesar da determinação legal, milhares de professores estão longe de receber esses valores. Os governos de Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e Ceará, com apoio da Confederação Nacional dos Municípios (CMN), entraram com uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a emenda constitucional. Para eles, o valor definido pela lei seria superior ao que poderia ser pago pelos Estados sem comprometer seus orçamentos.

QUE COISA FEIA SEU LUIZ HENRIQUE. SE TRATOU TÃO MAL OS PROFESSORES AQUI, IMAGINA COMO VAI TRATAR LÁ NO SENADO FEDERAL...

FONTE: http://www.montecastelo.sc.gov.br/gerais/339/salario-de-professor-varia-ate-quatro-vezes-entre-estados.php

sexta-feira, 21 de maio de 2010

COPA DO MUNDO 2010




O Brasil, com certeza, vai concentrar sua atenção na África a partir do dia 11 de junho. A Copa do Mundo é um evento que enfeitiça, pois até os que não gostam de assistir a jogos de futebol passam a acompanhar e anotar tudinho. Se existem aqueles que não gostam e passam a idolatrar, imaginem aqueles que respiram futebol. Acho que esses aí não desgrudarão da televisão e outros, mais afortunados, assistirão tudo ao vivo! Que sonho! Futebol tem nome e sobrenome: Futebol brasileiro. Somos vistos como os reis da bola. A imagem que o Brasil possui quando se trata de futebol é realmente muito positiva. Utilizar esse trunfo para o nosso próprio benefício seria uma solução para crianças e jovens que vivem largados pelos pais e a sociedade. Está no sangue. É só mostrar a magia e a alegria que este esporte nos proporciona, investir no potencial e correr para o abraço. Quantos e quantos gênios da bola poderemos criar, partindo de pequenas ações. A Copa está aí, batendo a porta. Quem sabe ela enfeitiça também os políticos e empresários. Boa Copa para todos e rumo ao HEXAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!

Cris

terça-feira, 11 de maio de 2010

MINHA ALUNA QUERIDA

Larissa Saito é minha aluna do 9º ano do colégio tradição. Eu a acompanho desde a 5ª série, agora chamado 6º ano. Sempre muito educada, gentil e boa aluna, mostrou-se sempre muito interessada na escrita de textos. Eu, como professora, incentivo-a, a fim de que ela escreva cada vez mais e melhor. Aqui, coloco um texto que ela me enviou e fico aguardando os outros capítulos...

beijos, Lala!

Profi Cris

A nova escola

1º Capítulo – Apresentação.

Sempre me falaram que quando se muda tudo se torna mais difícil. Espero que comigo não seja assim.
Eu moro no Rio de Janeiro, mas tenho que me mudar para São Paulo, pois meu pai foi promovido. Meu irmão lidou bem com isso, afinal, ele já possui alguns amigos lá, apesar de que eu acho que ele lidaria bem com a situação mesmo se a gente fosse para outra cidade. Ele é conhecido pelo Brasil todo. Seu nome é Caíque Carvalho Nogueira. Eu o amo muito, apesar de a gente viver brigando. Meu pai se chama Wilson Nogueira e minha mãe se chama Denise Carvalho. Ainda não me apresentei, certo? Bom, meu nome é Larissa Carvalho Nogueira, tenho 14 anos, sou morena de olhos castanho escuros e estou na 8ª série.
O nome do colégio que eu vou estudar chama-se Rio Branco. Lá, estudam os garotos que são considerados os mais lindos do Brasil e, até mesmo, um garoto que se parece muito com o Justin Bieber (cantor e músico).
Mudaremos amanhã. Nossa casa nova será na mesma rua que a dos amigos do meu irmão, que se chamam Eduardo Surita e Emílio Eric Surita, filhos do apresentador do programa de rádio Pânico, Emílio Surita, o que facilitará algumas coisas.
Eu também sou muito amiga dos irmãos Surita, por isso, creio eu, que será mais fácil de lidar com as coisas em São Paulo.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Para refletir...

'Para obter algo que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez'.

'Quando Deus tira algo de você, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor'.

'A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo'.


Chico Xavier